Categorias
Artigos

A imagem como experiência em Untitled Film Stills

Publicado em dossiê relativo às atividades mais recentes do Grupo de Trabalho Estudos de Cinema, Fotografia e Audiovisual da Compós, organizado por Angela Prysthon e Fernando Gonçalves, no volume 8, número 2 (dez. 2017), da revista Passagens, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal da Ceará, este artigo retoma algumas reflexões anteriores sobre […]

Categorias
Entre-imagens Pesquisa

Ver junto, 1: identidade, época, perspectiva

Dia 20/09, apresento parte da minha pesquisa sobre imagem e direitos humanos no Colóquio de Fotografia da Bahia (página arquivada). No painel 2, participo da promissora programação do evento com uma discussão sobre os modos de ver e de rever a fotografia em filmes recentes que abordam o genocídio indígena em andamento no Brasil. O título […]

Categorias
Críticas

Taego Ãwa: política da nomeação

Talvez uma série de problemas que são abordados pelo filme Taego Ãwa, de Henrique e Marcela Borela – e também é preciso dizer: que o afetam – resida na questão do nome próprio. Crítica publicada originalmente na revista Janela.

Categorias
Críticas

Viagem interior: Ida (2013), de Pawel Pawlikowski

Marcelo Ribeiro escreve sobre Ida (2013), de Pawel Pawlikowski, e as formas da viagem interior que sua narrativa abriga, em crítica publicada originalmente na revista Janela.

Categorias
Críticas

Explorando o estilo visual de True Detective

Marco Bohr compara aspectos do impressionante estilo visual de True Detective a obras artísticas, fotográficas e cinematográficas, buscando compreender parte do que torna essa série de TV tão deslumbrante.

Categorias
Entre-imagens

O Cinema do Fim do Mundo no Egito

Um cinema abandonado no meio do deserto do Sinai. Uma história misteriosa que se revela, parcialmente, por meio de fotografias. Um enigma que persiste como um sonho estranho.

Categorias
Entre-imagens

Da (in)visibilidade do nascer do sol na China

No espaço ficcional de algumas imagens da China contemporânea, nas quais o céu de Pequim está recoberto por poluição e uma tela dá a ver imagens do céu, entrevê-se o arpocalipse.

Categorias
Entre-imagens

Merry Crisis and a Happy New Fear: uma coleção de imagens

É preciso saudar o porvir com a potência perturbadora de um jogo de linguagem: “Merry Crisis and Happy New Fear”.

Categorias
1001 fotografias

Autorretrato afogado (1840), de Hippolyte Bayard

Eis a impossibilidade: estaríamos diante do autorretrato de um morto, isto é, do retrato que um morto fez de si.

Categorias
Críticas

O silêncio da fotografia: Marc Garanger e as mulheres argelinas

As fotografias sempre resguardam seu silêncio, como o abrigo de uma polifonia de vozes.

Categorias
Palavras e imagens

Philippe Dubois e a mulher argelina

Philippe Dubois aborda a questão das relações entre campo e fora-de-campo na fotografia, comparando-a com o cinema e discutindo o exemplo da fotografia de Marc Garanger.

Categorias
1001 fotografias

Natureza morta com baixo relevo a partir de Jean Goujon (1837), de Louis Jacques Mandé Daguerre

O daguerreótipode 1837 em que Daguerre registrou um canto de seu ateliê é uma imagem inaugural, à sua maneira, e dá a ver muito pouco, quase nada, embora o que resguarda não caiba em nossos olhos.

Categorias
Palavras e imagens

Agnès Varda e a mulher argelina

Agnès Varda comenta uma fotografia de Marc Garanger de 1960, feita no contexto da guerra de descolonização da Argélia.

Categorias
Lumière a luz

Lumière, a luz: 653 – Arrivée d'un train à la Ciotat (France)

De Lumière, será preciso resguardar a luz. As luzes: tudo o que consigna, na imagem, a possibilidade do cinema.

Categorias
1001 fotografias

Vista da janela em Le Gras (1826-7), de Joseph Nicéphore Niépce

Eis por que a fotografia nasce como imagem em movimento: “heliografia”, escrita do sol.